Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Na Madeira (III)

Este é o último post  da minha visita à Madeira, com um grupo de alunos e professores, no âmbito de um projecto europeu da escola onde trabalho.

 

Sexta-feira, 8 de Maio de 2009.

 

De manhã iniciámos a viagem de Santana para o Funchal pela estrada antiga, sem túneis e viadutos. Tempo previsto de viagem: duas horas e meia. Pela estrada actual demoramos meia hora.

 

A vantagem é que assim disfrutamos das paisagens.

 

 

A meio caminho parámos para caminhar na Levada dos Balcões. É uma das mais curtas e fáceis da Madeira mas nem por isso menos bonita.

 

 

As Levadas são canais usados para levar a água que é recolhida em altitude até às zonas habitadas. Ao lado de cada uma há caminhos que podem ser percorridos a pé, permitindo o acesso a vistas deslumbrantes e a vegetação luxuriante.

 

 

 

 

Chegámos aos Balcões, uma varanda na montanha.

 

 

 

Os pássaros (aqui é um tentilhão) já estão habituados aos turistas e vêm mesmo perto de nós na tentativa de receberem alguma comida. Acho que preferem migalhas de bolacha.

 

 

Chegámos ao Funchal por uma zona alta, na encosta, chamada Monte. A Sintra da Madeira, segundo os madeirenses.

 

 

É daqui que partem os famosos Carros de Cesto. Não andámos. Não havia tempo.

 

 

Fomos sim ao belíssimo Jardim Tropical Monte Palace da Fundação Berardo.

 

 

No interior do jardim há um museu de escultura africana e outro de minerais do Brasil.

 

 

Nas veredas também há arte exposta.

 

 

E como numa das suas viagens Joe Berardo se apaixonou pelo Oriente, decidiu criar uma zona no jardim dedicada a estas paragens. Aqui podemos ver réplicas dos famosos guerreiros de terracota chineses.

 

 

 

É difícil descrever a beleza deste sítio.

 

 

Sentimo-nos aqui assim.

 

 

Chegávamos finalmente à zona da casa da quinta. Esta quinta do Monte estava ao abandono e foi adquirida por Joe Berardo para fazer este jardim. Segundo a nossa guia, ele habita esta casa, convivendo com os visitantes, sempre que está na Madeira.

 

 

 

 

Esta é a vista das traseiras da casa.

 

 

E esta é a vista da frente da casa. Lá em baixo temos o Funchal e o seu porto de barcos de cruzeiro.

 

 

Continuámos a visita. O jardim tem a maior colecção de sicas da Europa (como a que se vê na foto).

 

 

E um belo lago de carpas Koi. As folhas de cedro à esquerda, em baixo, servem para as meninas "peixas" desovarem.

 

 

Saímos do jardim. Mesmo ao lado podemos apanhar o teleférico para o centro da cidade. São cerca de 2 km a descer.

 

 

A vista sobre a bela cidade do Funchal é magnífica.

 

 

Esta cidade é bonita, luminosa.

 

 

Quem a visita passa obrigatoriamente pelo Mercado onde se pode comprar peixe, fruta e flores. Até parece igual a qualquer mercado. Só que o peixe, a fruta e as flores que aqui se vendem são exóticos, diferentes dos que estamos habituados no continente.

 

 

Depois passeámos na cidade. Deixo algumas fotos.

 

 

 

 

Esta é a Sé do Funchal, no centro da cidade.

 

 

Dirigíamo-nos a um jardim onde se comemorava o Dia da Europa. Nem de propósito, já que estávamos num intercâmbio proporcionado pela União Europeia.

 

 

Ainda houve tempo para uma prova de Vinho da Madeira.

 

 

Depois foi o regresso a Santana. Dai a umas horas estaríamos no Aeroporto da Madeira para partir. Passámos por baixo dos pilares da ampliação da pista, uma obra impressionante.

 

 

E pronto, assim foi uma esplêndia semana na Madeira.

 

Quando puderem, não hesitem, vão lá. Eu já estou a pensar voltar no Verão.

publicado por Luís Peça às 23:34
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Jorge Melo a 15 de Maio de 2009 às 11:21
Sem dúvida que depois desta "reportagem" a vontade de ir aumentou e muito...
De Ju a 24 de Julho de 2009 às 12:58
Sempre dá para "matar" saudades da Ilha da Madeira
Lindas Fotos

Ju

Comentar post

«Contempla-se o mar. À força de o vermos gastamo-nos nele, usamos por inteiro as suas quatro lembranças. Desconhece-se que delírio de ignorância nos vai arrebatar.»

Marguerite Duras, Vida Tranquila

.mais sobre mim

.tags

. todas as tags

.posts recentes

. Nobre

. Denizli, Turquia

. A caminho de Varsóvia

. Um dia qualquer na Figuei...

. Porto Santo

. HDR

. Perspectivas

. Sai de Vespa

. Cores frescas com luz

. Outono é tempo de castanh...

.arquivos

. Junho 2011

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.links

.pesquisar

 

.subscrever feeds

Pergolas
Pergolas
online

.últ. comentários

a bebida do caju é jambalau
Discurso motivador, interessante, sensacional; Waw...
O caju come-se quando está bem madurinho. Tem de p...
Era a lente. Já limpei.
Epá!!! Essa lente, ou esse sensor estão cheios de ...
Olá eu gostava de lhe perguntar uma coisa...tenho ...
Fica muito melhor!
HDR é sem dúvida uma técnica espectacular!
Sitio óptimo para andar descalço.
E esta fórmula serve exactamente para Administrar ...