Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

Tiborna em lagar de azeite

Um destes invernos visitei um lagar de azeite no Alentejo. A proposta era conhecer como se faz azeite e comer uma tiborna.

 

A azeitona entra.

 

 

É espremida.

Suponho que pelo meio fica sem caroço.

 

 

A pasta é colocada em esteiras circulares.

 

 

É espremida.

 

 

O azeite escorre.

 

 

Aperta-se, aperta-se.

 

 

O azeita passa depois por água quente para sair tudo o que não é gordura. Acho eu que é para isso.

 

 

Escorre por cima (o azeite é menos denso que a água) e está pronto.

 

 

E AGORA A TIBORNA

 

Torra-se o pão na fornalha que aquece a água.

 

 

Mergulha-se no azeite acabado de fazer.

 

  

Torra-se novamente cheio de azeite.

  


 

Polvilha-se com açúcar e rega-se com sumo de laranja.

  

  

E come-se. Bom apetite.

publicado por Luís Peça às 19:22
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De sarrabal a 9 de Outubro de 2008 às 01:52
Luís Peça:

Porque mereceu destaque no Sapo (parabéns!), vim conhecer o "Vida Tranquila". Ao ler o post «Tiborna em lagar de Azeite», achei engraçado porque tenho um texto no meu blog que vai ao encontro do seu. Trata-se da »Apanha da azeitona ou as Voltas do Azeite». Algumas fotos até são semelhantes, É um tema de que também gosto. Sou autora dos oito volumes da colecção «Festas e Tradições Portuguesas», editada pelo Círculo de Leitores.
Se estiver interessado em ler, é procurar em "pesquisar", utilizando o título ou ir ao arquivo de Novembro/2007 (dia 25).
No post não refiro as «tibornas», embora o faça no respectivo volume. Mas refiro o «turricado», noutro post do género: «Borda-D'Água - A Vindima» (procurar 10 de Setembro/2007), Este é "um manjar característico do tempo das vindimas, feito com pão torrado, temperado com alho e umas pedrinhas de sal, e barrado com azeite ou toucinho, a acompanhar o bacalhau assado, servido aos trabalhadores vindimeiros".
Peço-lhe desculpa por ter tomado a liberdade de fazer este comentário. Se entender ler os posts, o meu blog é o sarrabal.blogs.sapo.pt
Saudações cordiais da Soledade Martinho Costa
De azeitona a 27 de Abril de 2009 às 21:30
Não resisto a propor que vá ler o site :

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/8789

e verificar que os caroços das azeitonas não lhes são retirados.

Comentar post

«Contempla-se o mar. À força de o vermos gastamo-nos nele, usamos por inteiro as suas quatro lembranças. Desconhece-se que delírio de ignorância nos vai arrebatar.»

Marguerite Duras, Vida Tranquila

.mais sobre mim

.tags

. todas as tags

.posts recentes

. Nobre

. Denizli, Turquia

. A caminho de Varsóvia

. Um dia qualquer na Figuei...

. Porto Santo

. HDR

. Perspectivas

. Sai de Vespa

. Cores frescas com luz

. Outono é tempo de castanh...

.arquivos

. Junho 2011

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.links

.pesquisar

 

.subscrever feeds

Pergolas
Pergolas
online

.últ. comentários

a bebida do caju é jambalau
Discurso motivador, interessante, sensacional; Waw...
O caju come-se quando está bem madurinho. Tem de p...
Era a lente. Já limpei.
Epá!!! Essa lente, ou esse sensor estão cheios de ...
Olá eu gostava de lhe perguntar uma coisa...tenho ...
Fica muito melhor!
HDR é sem dúvida uma técnica espectacular!
Sitio óptimo para andar descalço.
E esta fórmula serve exactamente para Administrar ...