Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Bragança

Continuo os posts das férias da Páscoa. O atraso é muito mas esta semana também não se passou nada de relevante. Mais vale recordar as férias.

 

10 de Abril de 2009

 

Começamos o dia da melhor maneira, a ouvir o P. a tocar guitarra sertaneja.

 

 

Tinhamos decidido ter um dia calmo. Não fomos longe.

Primeiro subimos à Serra da Nogueira, ao lado de Bragança, onde tivemos a sensação de avistármos "Todos-os-Montes".

 

 

Lá em cima há duas parabólicas gigantes.

 

 

Estavam 3º C e havia neve. Já a descer, apreciámos estes carvalhos magníficos, ainda despidos pelo Inverno.

 

 

 

Continuamos a descer e a apreciar Trás-os-Montes.

 

 

Já em Bragança, visitámos o Castelo

 

 

Bragança é uma cidade bonita, onde apetece viver.

No interior das muralhas do Castelo encontramos a Domus Municipalis. "De forma pentagonal, pensa-se que este curioso edifício poderá datar do século XII e que poderia ter servido, nesse caso, como câmara municipal ou local de reunião dos homens influentes do concelho" (in http://viajar.clix.pt/tesouros.php?id=59&lg=pt).

 

 

De seguida subimos até outra colina ao redor de Bragança. Nesta subida encontramos alguns dos "estabelecimentos" que desencadearam o movimento das "mães de Bragança".

O destino era o Monte de S. Bartolomeu. Lá em cima, como em todos os pontos altos do Norte de Portugal, há uma igreja. Na foto também se vê o M3 do P. Ele deixou-me esticá-lo uns quilómetros a conduzir. Foi qualquer coisa. Este pópó discreto tem mais de 300 cavalos.

 

 

Depois foi descer até à cidade com vistas fantásticas de Bragança. Sempre a fotografar. Depois de muito escolher decidi deixar aqui todas estas fotos. Mesmo que algumas pareçam repetidas.

 

 

 

 

 

 

Neste dia o L. fez anos e à noite houve mariscada. Eu cozinhei bichos, uns com concha e outros com casca vermelha e muitas patas. Divertimo-nos muito.

Obrigado ao L. pela festa.

 

No próximo e último post sobre estas férias vamos à Sanabria, uma montanha em  Espanha, a poucos quilómetros de Portugal mas desconhecida dos portugueses, mais alta (2127 m) que a Serra da Estrela. E vamos também à Moimenta, com "os da Neve". Depois explico quem são.

publicado por Luís Peça às 22:39
link do post | comentar | favorito

«Contempla-se o mar. À força de o vermos gastamo-nos nele, usamos por inteiro as suas quatro lembranças. Desconhece-se que delírio de ignorância nos vai arrebatar.»

Marguerite Duras, Vida Tranquila

.mais sobre mim

.tags

. todas as tags

.posts recentes

. Bragança

.arquivos

. Junho 2011

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.links

.pesquisar

 

.subscrever feeds

Pergolas
Pergolas
online

.últ. comentários

a bebida do caju é jambalau
Discurso motivador, interessante, sensacional; Waw...
O caju come-se quando está bem madurinho. Tem de p...
Era a lente. Já limpei.
Epá!!! Essa lente, ou esse sensor estão cheios de ...
Olá eu gostava de lhe perguntar uma coisa...tenho ...
Fica muito melhor!
HDR é sem dúvida uma técnica espectacular!
Sitio óptimo para andar descalço.
E esta fórmula serve exactamente para Administrar ...